domingo, 1 de abril de 2012

Ensaiando um retorno

Ano do dragão, ano fértil
Vida por dentro inspirando nova versão
A espera é sábia e lenta
O domínio do corpo não parece mais meu
O ardor onde está?
No conforto me abrigo
Ñão há mais onde estar?

Vem logo a lembrança
Aprendizado do encontro
Experiência de corpo gravada na alma

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Dois-Mil-e-Onze & Eu

Inspirada pela minha amiga irmã Carla Vergara (http://misticasfemininas.blogspot.com/), faço aqui minha wish-act list para 2011:


• Estudar pelo menos 1 hora por dia
• Não atrasar as minhas “Exames” (a revista)
• Cuidar da minha saúde
• Não começar um dia sem endorfina
• Comprar menos
• Produzir menos lixo (no sentido literal !!)
• Comer mais do que me faz bem e menos do que me faz mal
• Ter horas felizes com os amigos pelo menos 1 vez por mês
• Ser uma madrinha melhor para o meu afilhado
• Ser uma irmã mais presente
• Não julgar, comunicar-me com generosidade
• Fazer roda de poesia em Sampa
• Quando alguém me irritar, pensar em como posso encantar
• Conectar gente pelo conhecimento
• Não deixar de colocar idéias em prática: anotar, compartilhar, iniciar, finalizar
• Conhecer mais gente que gosta de gente em empresas
• Almoçar com pessoas diferentes
• Conhecer mais histórias, ouvir mais, falar menos
• Escrever muito
• Amar, ter prazer em ser e estar
• Não me martirizar se a listinha não funcionar

E um pouco de plágio para terminar: viver e não ter a vergonha de ser feliz

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Divindade

Sou devota da alegria
Sigo a doutrina do meu coração
Ouvi, um dia desses, que religião é conexão
Que é obra divina
Penso porém que o sagrado está em ser humano
Ser que ama, sofre e anda
Eu percorro o caminho da consciência no firme propósito de "me-ligar-a-mim"
De entender por meio da razão e da intuição
Uma forma de ser mais emoção
Eu não quero confessar, meu exercício espiritual é repassar.
Vejo a cena de novo, sinto, ensaio
Desejo o poder de inovar a beleza do encontro
Quero, como nunca, estar plena para a graça de viver
Celebrar o dom do momento
Materializar o bom, o possível
Esse é meu rito, sou divinamente pessoa
Escolho, vivo, amo e vou.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Crença

Eu creio com força na beleza do encontro e fico muda diante do olhar intenso.
Palavras vêm com a naturalidade das coisas simples
e são repetidas com o ar da novidade.
Há algumas centenas de dias o amor brotou em mim e se revelou.
Hoje me vejo plena ao ser parte, sou fluida por águas sempre em movimento.
O amor está aqui e de cá não há de sair, renova-se, sorri prá mim e me gosta.
Felicidade hoje é no cotidiano... Amém!

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Na roda

Vontade de poesia domina e ela não falha. Ainda que eu tarde, ela chega em forma de roda. Convite de roda, que dessa vez não me desencontra... Adelia tem me rondado. Vira e mexe dou de cara com ela na tela, em meio a seu jardim ela brilha prá mim."Abra o armário, resgata, venta!". Lá vou eu, coração cheio de expectativa por colocar voz nas páginas... Beleza exige delicadeza: resgatem-me.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Faz tempo

Reencontrando esse espaço meu!
Segue a seca de palavras mas não de emoções.
Que me seja concedida a graça do reencontro!
Poesia e coração meu: daqui até a eternidade me parece a única forma de redenção.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Matrimônio num dia de sol

Dentre tudo que há na beleza da vida
Nada é mais importante que o seu olhar
que tão intensamente brilha.

De tudo que existe neste mundo agitado
não há coisa que supere
a mansidão do seu abraço...

Quando me aninho no teu colo à noite
e posso dizer com gosto:
"Ah, meu amor, como é bom ter você!"

Hoje e desde sempre que estamos
na vida um do outro só anseio
pelo momento do encontro
pelo instante do toque, do olhar e do beijo.

Hoje, amor meu, firmo com você,
mais uma vez, um compromisso:
de corpo, de alma e de papel assinado.

E com o coração em festa,
e um pouco de licença poética, afirmo:
será eterna sim esta chama,
posto que é renovada a cada dia.
E que a medida da eternidade
seja a nossa imensa, infinita e alegre poesia.
Ocorreu um erro neste gadget